Sociedade

167 gestantes testam positivo

No ano passado os serviços de Aconselhamento e Testagem Voluntária da Maternidade Provincial do Cuando Cubango diagnosticou 167 mulheres grávidas com VIH/Sida, informou ao Jornal de Angola a directora da instituição, Ondina Chiaca.

13/01/2021  Última atualização 14H21
Seropositivas grávidas são acompanhadas regularmente © Fotografia por: Garcia Mayatoko | Edições Novembro
"O processo de testagem à mulher gestante está inserido no programa Nascer Livre para Brilhar, para impedir que seropositivas  gestantes tenham filhos contaminados com VIH/Sida. 82 grávidas  infectadas com o vírus foram submetidas, no ano passado, ao corte de transmissão vertical e deram a luz filhos livres da doença”, disse.

A responsável fez saber que a unidade sanitária que dirige tem diagnosticado muitos casos de mulheres seropositivas, porque durante as consultas pré-natais todas as gestantes são obrigadas a fazer o teste, para se conhecer o estado serológico das mesmas, e criar-se um sistema de acompanhamento médico e medicamentoso  e, deste modo, evitar-se que recém-nascidos sejam contaminados durante o parto.

Melhoria dos serviços

Ondina Chiaca disse que pelo segundo ano consecutivo o hospital não registou morte materna, "graças à dedicação dos profissionais no atendimento de casos mais complexos”.
 " No ano transacto, recebemos mais três médicos, dos quais um obstetra, que têm contribuído para a melhoria da assistência médica e consequentemente a redução da morbimortalidade infantil”, disse, acrescentando que, "para o pleno funcionamento do hospital, seria necessário mais 10 médicos especialistas, bloco operatório,  área de Neonatologia e um aparelho de Raio-X.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Mundo

Opinião

Política