Política

“Angola perde um filho que se notabilizou como deputado interventivo”

A vice-presidente do MPLA, Luísa Damião, considerou que, com a morte de Raúl Danda, “Angola perde um filho que se notabilizou como um deputado interventivo, um profissional da Comunicação Social e da dramaturgia”.

09/05/2021  Última atualização 11H32
Vice-presidente do MPLA, Luísa Damião © Fotografia por: Edições Novembro
Numa mensagem de condolências, Luísa Damião acrescenta que "a UNITA perde um quadro com engajada militância que, por mérito próprio, chegou a ser vice-presidente do partido e presidente do Grupo Parlamentar.

A também deputada diz que vai recordar Raúl Danda como um político vertical de convicções fortes, deputado  interventivo com um apurado sentido de humor, escritor e um académico que prestou o seu contributo na formação de quadros angolanos.

"Cumpriu com assinalável e elevado sentido de responsabilidade, a função de presidente da Comissão de Direitos Humanos, Petições, Reclamações e Sugestões dos Cidadãos da Assembleia Nacional e as distintas missões parlamentares que lhe foram confiadas, destacando-se a de vice-presidente do Grupo Nacional da União Inter-parlamentar (UIP)”, destacou.

Segundo Luísa Damião, "neste momento difícil, as palavras revelam-se insuficientes para consolar e confortar a perda irreparável de um entequerido, sobretudo quando se trata de um filho, irmão, esposo e pai extremoso, com invulgares qualidades humanas”.

Grupo Parlamentar
Numa nota de pesar, o Grupo Parlamentar do MPLA refere que foi com "profundo pesar” que recebeu a "triste notícia” da morte de Raúl Danda, que "representa uma perda irreparável e deixa o cenário político angolano mais empobrecido”, especialmente para a bancada da UNITA.

"Apesar das nossas diferenças partidárias, em muitos momentos, ao longo dos três mandatos que estivemos juntos no exercício da actividade parlamentar, não só convivemos como irmãos do mesmo país, como também convergimos em muitos assuntos de interesse nacional e divergimos quando foi necessário defender posições estruturalmente opostas, tudo na base dos valores e princípios democráticos”, lê-se na nota, assinada pelo presidente da bancada do partido no poder.

"Nesta hora de dor e luto, em meu nome e do Grupo Parlamentar do MPLA, expresso à esposa e filhos, assim como ao Grupo Parlamentar da UNITA os meus sentimentos de pesar”, conclui o deputado Virgílio de Fontes Pereira.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Política