Opinião

As administrações dos municípios e os cidadãos

A vida começa no município. Esta frase, muitas vezes repetida no nosso país, deve começar a ter concretização. Os cidadãos querem sentir os efeitos das políticas públicas nos municípios em que vivem.

11/01/2021  Última atualização 14H39
Os munícipes, cada vez mais exigentes, têm-se interrogado, enquanto governados, sobre o papel das administrações municipais, desejando que os seus problemas, muitos dos quais básicos, sejam resolvidos.

Assiste-se a mudanças frequentes de administradores municipais, mas o que os munícipes pretendem é que essas mudanças se traduzam em melhorias efectivas da vida dos munícipes, que esperam há muitos anos pela resolução de variados problemas.

 É verdade que são muitos os problemas por resolver nos municípios, mas é preciso que o que é prioritário seja atacado imediatamente .

Não se deve ficar indiferente,por exemplo, ao facto de muitas das escolas públicas, em que estudam muitas centenas de estudantes e situadas nos municípios estejam sem casas de banho funcionais.

Um administrador municipal é um servidor público e ele deve estar sempre concentrado na busca de soluções para os problemas das populações da circunscrição que dirige. Ele deve conhecer profundamente os problemas dos cidadãos que vivem no município sob sua jurisdição, e, dentro das suas competências, procurar a resolução rápida dos problemas.

Não se pode compreender, por exemplo, que um administrador não mande terraplanar um troço de apenas quinhentos ou mil metros no seu município. Há falta de dinheiro para mobilizar tractores e areia ou o administrador não tem competência para ordenar a execução de simples terraplanagens?

É preciso que se comece a fazer sentir a desconcentração financeira na vida dos munícipes. Há tarefas que os administradores devem poder executar por sua própria iniciativa, no interesse das populações. O que as populações pretendem é ver administradores municipais activos, no sentido de estarem próximos delas, não para constantes e longas reuniões, mas para saber dos seus reais problemas e para os solucionar com celeridade, naqueles casos em que isso seja possível.

 As administrações municipais não devem andar a acumular problemas, sob pena de os cidadãos pensarem que nada fazem em prol da melhoria da sua qualidade de vida.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Mundo

Opinião

Política