Sociedade

Cabinda vai ter hospital de campanha de 200 camas

A província de Cabinda contará, nos próximos dias, com um hospital de campanha com capacidade de 200 camas, para atender eventuais casos positivos de coronavírus na região, assegurou ontem, nesta cidade, o secretário de Estado da Saúde para Área Hospitalar, Leonardo Inocêncio.

09/06/2020  Última atualização 09H03
DR © Fotografia por: Cabinda vai beneficiar de hospital de campanha

A unidade hospitalar, que está a ser montada na localidade de Chiazi, 13 quilómetros a norte da cidade de Cabinda, comporta 24 tendas. Contará com uma área de cuidados intensivos e outras para doentes sintomáticos e assintomáticos. Além desses serviços, o hospital contará também com um laboratório de análises clínicas e áreas de apoio para os serviços médicos e de logística.

Leonardo Inocêncio, que esteve em Cabinda para avaliar o andamento dos trabalhos de montagem da unidade hospitalar, justificou a instalação da mesma com a situação epidemiológica "preocupante", que se regista nas Repúblicas Democrática do Congo e Congo Brazzaville.
A unidade hospitalar oferecerá maior capacidade de intervenção, tratamento e de resposta de casos positivos da Covid-19, referiu o secretário de Estado.

O secretário provincial da Saúde, Rúben Buco, disse que o hospital de campanha representa um ganho importante para província de Cabinda, por oferecer maior capacidade de internamento e tratamento dos eventuais casos da pandemia que surgirem na região.

O responsável do sector da Saúde em Cabinda defendeu a formação de alguns técnicos de saúde em matérias de manuseamento e tratamento da doentes com Covid-19. "Vamos enviar alguns técnicos a Luanda para serem formados em matérias ligadas ao tratamento da Covid-19 e, depois da formação, irão transmitir os conhecimentos adquiridos para que a formação seja extensiva aos demais técnicos”, afirmou.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Sociedade