Desporto

Construção de autódromo nas prioridades da FADM

A direcção da Federação Angolana de Desportos Motorizados (FADM) garantiu trabalhar na elaboração de um projecto para a construção de um novo autódromo de referência internacional, através de investimentos privados.

21/11/2020  Última atualização 19H42
Barreira e sua equipa prometem melhorias substanciais © Fotografia por: Rafael Tati | Edições Novembro
 O facto foi revelado pelo presidente Ramiro Manuel Barreira, quarta-feira última, durante a cerimónia de tomada de posse dos órgãos sociais recém eleitos para os próximos quatro anos, tendo como uma das premissas a consolidação daquilo que foi alcançado até agora.

 Consta igualmente das prioridades a recuperação do actual Autódromo de Luanda, situado no município de Belas, face ao estado avançado de degradação do único circuito permanente da capital, inaugurado em 1972. O projecto contempla ainda a construção de alguns kartódromos com iniciativas privadas em várias províncias.

 Sob o lema "2020/2024 unidos pela afirmação do desporto motorizado em Angola”, Barreira prometeu igualmente reforçar a capacidade técnica e administrativa da FADM, de modo a responder adequadamente a necessidades das equipas e pilotos, competições e na relação com instituições internacionais de tutela.
 
 "Continuarmos a estabelecer uma parceria de cooperação com a Federação Internacional de Automobilismo (FIA) e a de Motociclismo (FIM), através dos mecanismos estabelecidos, visando adequar o desenvolvimento do desporto motorizado em Angola às exigências desses dois importantes organismos internacionais”, sublinhou o presidente.

 Neste segundo mandato consecutivo de Ramiro Barreira foi criado um Comité de Honra, constituído por "empresários de peso e amigos do desporto motorizado”, figuras de relevo na sociedade angolana, que na visão daquele gestor vão ajudar a definir uma estratégia forte de suporte ao crescimento das distintas disciplinas sobre rodas.

 Leonel da Rocha Pinto, Armindo César, Nuno Borges, Manuel Dias, Adérito Areias, Jaime Freitas, Manuel Sumbula, Bruno Albernaz, Francisco Guedes "Lili”, Luís Oliveira, Manuel Padrão, Beatriz Frank e Assunção dos Anjos constituem o órgão não sujeito à votação.     

 O órgão reitor, segundo ainda o líder máximo, está a trabalhar com a FIA num programa para promover o surgimento de novos talentos no karting e trabalhará igualmente na criação de novas escolas a todos os níveis de modo a aumentar a participação de angolanos em campeonatos internacionais.

 "Desde já quero destacar a presença do piloto angolano Rui Andrade na recente terminada Euro Fórmula e  do motociclista Victor Barros, que este ano foi vice-campeão da Copa Dunlop Motoval do Campeonato Português.
 Para 2021, a FADM tem agendada a primeira edição do Campeonato Nacional de Desportos Electrónicos na plataforma PlayStation.

 Barreira e os membros do seu pelouro comprometem-se a trabalhar mais afincadamente com as Associações Provinciais, apoiando-as na  organização administrativa e na definição de estratégias que promovam e incentivem o desporto.
 "Podemos afirmar, que somos hoje uma grande família, forjados em valores de amizade e solidariedade. A dimensão funcional da FADM, está no automobilismo, motociclismo, karting, motocross, rally e cross country, drifting e estilos livres”.

Armindo Pereira

Jornalista

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Mundo

Opinião

Política