Cultura

Cremilda de Lima interage com leitores

Mário Cohen

Jornalista

A escritora Cremilda de Lima, autora de mais de 40 livros infantis, é a convidada do projecto cultural “Textualidade - Conversa com Leitores”, que o Memorial António Agostinho Neto (MAAN) realiza, amanhã às 16h30, no seu auditório em Luanda, para celebrar os 57 anos da autora dedicados à literatura infantil.

09/06/2021  Última atualização 10H56
Autora é considerada “uma das pioneiras” da literatura infantil © Fotografia por: Paulino Damião | Edições Novembro | Arquivo
A autora de "Tetembwa ya Dipanda”, expressão quimbundo que em português significa "Estrela da Independência”, vai falar da sua vida e obra, assim como da sua experiência e longínqua carreira literária dedicada à escrita para crianças.

No dia 2 de Abril, em Alusão ao Dia Internacional do Livro Infantil e aos 57 anos dedicados à escrita de contos infantis, Cremilda de Lima foi homenageada pela Editora das Letras e Shopping Avenida, em Luanda.
A homenagem, segundo a responsável da Editora das Letras, Bruna Botelho, foi pelo seu contributo para o desenvolvimento da literatura angolana, especialmente nos contos para os "mais pequenos”.


A professora, escritora, poetisa e ensaísta durante a actividade vai criar momento de Tertúlia  na qual vai falar sobre a sua vasta experiente no mundo da literatura e vai dar a conhecer aos leitores onde busca a aspiração para escrever os livros ao longos desses 57 anos de carreira.
Cremilda de Lima é uma referência da agenda de actividades para o mês de Junho a  no MAAN. Estão previstas a realização de Oficinas Criativas, nos dias 16 e 18, das 09h00 às 12h30, para celebrar o Dia da Criança Africana, os Diálogos Teatrais, nos quais se vai analisar o estado do teatro no país, dia 25, às 16h00, e o espectáculo de Tukayana Lopes, no dia 27, às 16h30.

Maria Cremilda Martins Fernandes Alves de Lima, mais conhecida nas lides lietrárias por Cremilda de Lima, nasceu em Luanda, a 25 de Março de 1940. É uma autora de literatura infanto-juvenil. Cremilda de Lima, já foi nomeada para o Prémio Memorial Astrid Lindgren por duas vezes nos anos 2008 e 2009. O prémio foi fundado pelo Governo Sueco e é atribuído como condição pelo mérito distinto na literatura infanto-juvenil, assim como em 2008, foi galardoada com o Diploma de Mérito pelo Ministério da Cultura, agora Ministério da Cultura, Turismo e Ambiente, pela contribuição para a divulgação da literatura infantil angolana.


No ano de 2016, venceu o Prémio Nacional de Cultura e Artes, na categoria de Literatura.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Cultura