Política

Marcy Lopes pede apoio para o novo governador do Uíge

Os deputados da Assembleia Nacional iniciam, nos próximos dias, a reapreciação, nas Comissões de Especialidade, da Lei que aprova o Código Penal, que pode resultar no agravamento das penas contra os crimes de corrupção e ambientais.

04/11/2020  Última atualização 13H45
Ministro da Administração do Território orientou a cerimónia de apresentação © Fotografia por: António Capitão | uíge| Edições Novembro
O ministro da Administração do Território, Marcy Lopes, pediu, ontem, à população da província do Uíge, colaboração e solidariedade ao novo governador, José Carvalho da Rocha.
Marcy Lopes falava na cerimónia de apresentação do novo governador à população, membros do Governo Provincial, autoridades tradicionais e eclesiásticas, representantes das forças de Defesa e Segurança e sociedade civil.

José Carvalho da Rocha foi nomeado pelo  Presidente da República, João Lourenço, no dia 22 de Outubro, em substituição de Sérgio Luther Rescova Joaquim, falecido a 9 de Outubro, por doença. Marcy Lopes pediu a colaboração e solidariedade da sociedade e de todos os intervenientes na cadeia da Administração Pública no Uíge, para com o novo governador, tendo em conta as condições e os termos que obrigaram a nomeação de José Carvalho da Rocha.

O ministro destacou as qualidades do novo governador do Uíge, apresentando-o como um político e governante experimentado e com boas referências em todos os cargos governativos que desempenhou.
Marcy Lopes disse tratar-se de uma pessoa de trato fácil, afável e com forte disponibilidade para o diálogo. "Uma das grandes e melhores qualidades do governador José Carvalho da Rocha é saber ouvir todos. Vai precisar do apoio e colaboração de todos para dar continuidade ao trabalho iniciado, para que seja concluído com êxito”, sublinhou.
Para Marcy Lopes, o êxito da governação na província do Uíge vai se reflectir no bem-estar da população local e nos desígnios de Angola, como um todo.

O novo governador provincial, José Carvalho da Rocha, na sua primeira intervenção, destacou a  maneira dedicada como foi recebido e considerou o gesto como a porta que vai facilitar a sua governação. Realçou que o seu principal objectivo é servir o povo e fazer a província caminhar na direcção do progresso e do desenvolvimento. José Carvalho da Rocha garantiu que está aberto ao diálogo e disponível para auscultar e discutir com os diversos grupos da sociedade sobre os vários assuntos da província.
 "Estamos aqui para nos juntarmos a vós e, em conjunto, fazermos uma família que possa trabalhar em prol da província. Se estivermos unidos e disponíveis, é possível fazer do Uíge um lugar de grandes oportunidades, trabalhando com dedicação e disciplina para o resgate daquilo que antes foi a ‘terra do bago vermelho’”, disse.

A vice-governadora para o sector Político, Social e Económico, Maria Fernando Cavungo, que esteve, cumulativamente, a desempenhar o cargo de governadora interina, desde  o falecimento de Sérgio Luther Rescova, disse que o período foi conturbado, mas com o dever de Estado foi possível dar o seu melhor. Maria Fernando Cavungo acredita que, com a nomeação do novo governador, vai ser introduzida uma nova dinâmica na governação da província. "Acredito num novo rumo para a província, visto que o novo governador é reconhecido pela sua competência em todos os cargos que já desempenhou”, disse.
A cerimónia de apresentação decorreu no salão nobre do Governo Provincial e contou, também, com a presença do vice-governador para as Infra-estruturas e Serviços Técnicos, António Rosário Alex Mutunda.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Mundo

Opinião

Política