Sociedade

Detectados 12 casos positivos de Covid-19 em 4.920 passageiros provenientes do exterior

Dos 4.920 passageiros, entre cidadãos nacionais e estrangeiros residentes em Angola, que regressaram do exterior do país desde sábado último, até à data, 12 testaram positivo à Covid-19.

23/01/2021  Última atualização 13H45
© Fotografia por: DR
A medida enquadra-se no âmbito da testagem obrigatória decretada pelo Executivo, no Aeroporto Internacional 4 de Fevereiro e visa travar a entrada da nova estirpe que já circula em alguns países.Segundo o secretário de Estado para a Saúde Pública, Franco Mufinda, que falava no habitual encontro com os jornalistas, para apresentação dos dados da pandemia, estes passageiros são oriundos da África do Sul, Alemanha, França, Portugal, Dubai e Brasil.O governante fez saber que dos 12 passageiros, quatro são angolanos, três brasileiros, dois nigerianos, um francês, um israelita e um sul-africano, dos quais nove do sexo masculino e três do sexo feminino, com idades compreendidas entre cinco e 91 anos.
Quarentana institucional
De acordo as autoridades sanitárias, os passageiros infectados já se encontram a cumprir o isolamento institucional, como forma de evitar a propagação do vírus SARS-CoV-2. Por essa razão, disse Franco Mufinda, é fundamental também o cumprimento rigoroso da quarentena domiciliar até que os passageiros completem sete dias, para posteriormente serem submetidos a um novo teste para a obtenção da alta epidemiológica.

"A testagem é realizada nas direcções municipais de Saúde mais próxima. Caso o utente notar alguns sintomas como falta de ar, febre, tosse, cansaço, deve ocorrer a uma unidade sanitária”, explicou.Quatro óbitos em 24 horasNas últimas 24 horas, mais quatro pessoas morreram de Covid-19, em Luanda, sendo duas do sexo masculino e igual número do sexo feminino, com idades entre nove e 70 anos.O governante esclareceu que os pacientes tinham como comorbilidades a hipertensão e a obesidade. Com mais esse infausto acontecimento, o número de óbitos na capital sobe para 310 enquanto em todo o país aumenta para 452 mortes, desde o início da pandemia.

Ainda ontem, o país notificou 92 novas infecções, dos quais 32 no Huambo, 26 na Lunda-Sul, 16 em Luanda, sete em Cabinda, cinco no Bié, três no Uíge, dois no Cuando Cubango e um no Moxico.Entre os casos positivos, 49 são do sexo masculino e 43 feminino, com idades compreendidas entre 3 e 91 anos, subindo assim para 19.269 o número de infectados em Angola, desde o surgimento dos primeiros casos.Franco Mufinda destacou, igualmente, a recuperação de mais 47 pessoas, com idades entre 6 e 81 anos, sendo 27 em Luanda, 14 na Lunda-Norte e seis no Huambo. O cumulativo de recuperações é agora de 17.223 cidadãos.

No mesmo período, os laboratórios processaram 1.789 amostras por RT-PCR, das quais 77 são positivas e 1.727 amostras por teste de diagnóstico rápido antígeno, sendo 15 positivas.O cumulativo de amostras processadas é de 347.825 (19.269 positivas e 328.556 negativas), com uma taxa de positividade de 5,5 por cento. Por outro lado, ainda no dia de ontem, a Equipa de Saúde Mental e Intervenção Psicossocial assistiu 70 pessoas através da Linha de Apoio Psicológico.

Xavier António

Jornalista

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Mundo

Opinião

Política