Mundo

Encerramento de fronteiras trará consequências graves”

O ministro dos Transportes e Comunicações de Moçambique, Janfar Abdulai, considerou “grave”, para a economia do país, a decisão do Governo sul-africano de encerrar parcialmente as fronteiras com os países vizinhos, devido ao agravamento da pandemia de Covid-19.

14/01/2021  Última atualização 13H41
Encerramento de fronteiras, Moçambique e África do Sul © Fotografia por: DR
A medida vai "provocar consequências muito graves na arrecadação de receitas para a economia”, declarou Janfar Abdulai, em declarações à emissora pública a Rádio Moçambique.

Abdulai assinalou que o sistema ferro-portuário do Sul de Moçambique depende de carga proveniente ou em trânsito para a África do Sul e o encerramento parcial das fronteiras entre os dois países vai implicar a redução de tráfego.
"Esta paralisação, de certa forma, vai afectar aquilo que é o funcionamento normal desse sistema e a consequente redução da carga que alimenta os nossos portos”, sublinhou o governante.

As autoridades sul-africanas decidiram encerrar parcialmente as fronteiras com os países vizinhos, de 12 de Janeiro a 15 de Fevereiro, devido ao recrudescimento da pandemia de Covid-19 na África Austral.
Com a medida, apenas é permitida a entrada ou saída de mercadorias, doentes para atendimento médico urgente, o retorno dos cidadãos do país, residentes permanentes ou outros com visto válido, diplomatas e estudantes estrangeiros. 

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Mundo

Opinião

Política