Regiões

ERCA destaca aumento da cultura de reclamação

Domingos Mucuta | Lubango

Jornalista

A Entidade Reguladora da Comunicação Social Angolana (ERCA) destacou, nesta segunda-feira (7), no Lubango, Huíla, o aumento, nos últimos tempos, da cultura de reclamação de direito de resposta e de rectificação por parte de pessoas singulares e colectivas.

07/06/2021  Última atualização 21H21
© Fotografia por: DR

Esta avaliação foi apresentada pelo conselheiro da Entidade Reguladora da Comunicação Social (ERCA), José Luís Fernando, no final da visita de constatação aos órgãos do sector público e privado da província da Huíla.

Sem avançar dados estatísticos, José Luís Fernando informou que muitos cidadãos recorrerem à ERCA para exigir direito de resposta e de rectificação consagrado na Lei de Imprensa.

Considerou incorrectos os cidadãos, que sentem o seu bom nome lesado, recorrem directamente a entidade reguladora da comunicação social para reclamar os seus direitos de resposta e de rectificação antes de contactar os órgãos de difusão massiva denunciados.

"Os cidadãos que se sentem lesados por uma matéria publicada na comunicação social devem recorrer em primeira instância ao órgão que divulgou a matéria e que manchou a sua imagem”, afirmou.

O conselheiro da ERCA disse que o mais correcto é exigir o direito de resposta ou rectificação ao órgão de imprensa que difundiu as informação e "se não for atendido é que recorre e notifica a ERCA para intervir em conformidade com o artigo 73° da lei de imprensa”.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Regiões