Regiões

Famílias regressam às zonas de origem

Manuel Fontoura | Ndalatando

Jornalista

No quadro do processo de reassentamento das populações das aldeias do município do Lucala, 22 famílias de baixa renda da localidade da Kissuba, situada a 10 quilómetros da sede municipal, que decidiram regressar livremente à sua zona de origem , receberam da administração local apoios de materiais diversos.

12/04/2021  Última atualização 10H51
Regressados receberam apoios para o reassentamento © Fotografia por: Manuel Fontoura | Edições Novembro | Cuaqnza-Norte
Constam  entre os bens, chapas de zinco, utensílios domésticos, roupa usada, materiais para trabalhos agrícolas, entre outros,  entregues pelo administrador municipal, Mateus Garcia.

O soba do bairro Kissuba, Manuel Damião, 54 anos, disse que a localidade  existe desde 1952 e tinha  cerca de 250 famílias, maioritariamente camponesas e comerciantes, mas devido ao conflito armado que o país viveu  "as pessoas viram-se obrigadas a abandonar o seu habitat e refugiaram-se em regiões mais seguras, como na sede municipal do Lucala, Ndalatando e em Luanda”.
 Para Manuel Damião, a construção da ponte sobre o rio Cariomba, que liga a povoação  à sede municipal,  está a dar lugar ao regresso ao Kissuba de grande parte dos nativos, "não só para relançarem a agricultura, mas também para reerguerem o  bairro, agora com menos de 20 residências construídas com materiais precários”.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Regiões