Desporto

Federação anuncia assembleia-geral para reformulação dos Estatutos

O vice-presidente da Federação Angolana de Futebol Salão (FAFUSA), Abreu Neto "Gigito", anunciou, recentemente, na cidade do Lubango, província da Huíla, a realização da assembleia-geral, no próximo mês de Fevereiro, com o objectivo de discutir e analisar a reformulação dos Estatutos e Regulamentos da entidade.

14/01/2021  Última atualização 15H10
Fafusa pretende implementar provas dos escalões de base © Fotografia por: Agostinho Narciso | Edições Novembro
Abreu Neto disse que a nova direcção, liderada por Manuel Silvestre, está já a trabalhar no Comunicado nº 1, nos Estatutos e Regulamentos para enviar aos associados para apreciação.
"Uma das novidades que teremos com a realização desta assembleia é a reformulação dos Estatutos e Regulamentos, que são os guias de qualquer federação”, anunciou. Já o seleccionador nacional, Rui Sampaio, prevê que no conclave haja discussões salutares e sejam feitas algumas alterações que tragam desenvolvimento ao Futsal nacional.

Rui Sampaio defende que deve ser debatido com exactidão o futuro dos escalões de formação. "Há mais de 20 anos que falamos dos escalões de formação, e nunca realizamos uma prova oficial, Campeonatos Nacionais e provinciais. Este é um dos primeiros grandes objectivos que queremos ver solucionado”, argumentou.
Acrescentou ter conhecimento sobre a implementação de um campeonato inter-provincial de selecções a nível regional, que depois disputam uma fase final.

A concretização desta pretensão, sublinhou Rui Sampaio, "vai permitir que haja mais jogos e desenvolvimento técnico”, perspectivou.
Reconheceu que a aposta feita na formação de árbitros, treinadores e dirigentes está a mudar o paradigma do futsal para melhor.
Durante a estadia na Huíla, Abreu Neto "Gigito", acompanhado pelo novo seleccionador nacional, Rui Sampaio, manteve um encontro com a direcção da  associação local com a finalidade de inteirar-se das preocupações.

Gaudêncio Hamelay |Lubango

Jornalista

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Mundo

Opinião

Política