Sociedade

Governador de Cabinda constata condições de biossegurança

O governador de Cabinda, Marcos Nhunga, visitou, ontem, várias escolas do ensino primário na província para constatar as condições de biossegurança, visando o reinício das aulas, previsto para o próximo dia 10 de Fevereiro.

22/01/2021  Última atualização 09H05
© Fotografia por: DR
No final da visita, o governante avaliou de positivo o cumprimento das medidas de biossegurança, que passam pela observância do distanciamento entre os alunos nas salas de aula, a higienização das mãos com água e sabão, sendo que nas escolas onde não existe água corrente o processo é feito com recurso à água depositada em baldes adaptados com torneiras.

Segundo apurou o Jornal de Angola, para garantir a eficácia do cumprimento das medidas de biossegurança no ensino primário, o Governo da Província, através da Comissão Provincial Multissectorial de Prevenção e Combate à Covid-19, fez a entrega ao sector da Educação de 240 caixas de máscaras faciais, 200 viseiras protectoras, igual número de pares de luvas cirúrgicas e de óculos de protecção, 180 pares de luvas de limpeza, 86 bidões de cinco litros de álcool em gel, 40 termómetros, dois pulverizadores, entre outros.

Aos responsáveis do sector, Marcos Nhunga pediu maior responsabilidade e rigor na distribuição dos meios e o devido acompanhamento aos alunos quando as aulas retomarem. O secretário provincial da Educação Ciência e Tecnologia, Raúl Mazissa Zinga, louvou a iniciativa do Governo na entrega dos meios. O gestor aproveitou a ocasião para apelar aos professores e directores de escolas no sentido de prestarem mais atenção aos alunos, uma vez tratar-se de menores e qualquer desatenção poderá constituir risco de contágio.  



Bernardo Capita

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Mundo

Opinião

Política