Cultura

Grupo Julu reafirma mais aposta na sensibilização

Mário Cohen

Jornalista

O grupo de teatro Julu vai continuar a trabalhar com a Procuradoria-Geral da República (PGR) no combate à corrupção, por via do teatro comunitário, afirmou ontem, ao Jornal de Angola, o responsável Manuel Teixeira.

09/06/2021  Última atualização 10H59
Grupo vai aproveitar a data para uma jornada de reflexão © Fotografia por: Santos Pedro| Edições Novembro
Em véspera de celebrar os 29 anos, desde a criação do grupo Julu, a 9 de Junho de 1992, o encenador e actor Manuel Teixeira disse que a data de  hoje seria para reflexão e analise de tudo que o colectivo já fez em prol do desenvolvimento das artes cénicas em Angola, sobretudo do teatro comunitário. 


A agremiação, frisou, está a estudar e traçar políticas que os alicerça rumo ao desenvolvimento, uma vez que  os profissionais do Julu receberam, recentemente, formação pedagógica para formar actores do Ministério da Administração pública, Trabalho e Segurança Social (MAPESS).
Manuel Teixeira justificou que o grupo não vai comemorar o aniversário com exibição de espectáculos de teatro, com cumprimento ao Decreto Presidencial sobre as medidas da pandemia da Covid-19.


A data, explica, vai servir para uma reflexão profundo dos pontos que visam melhor a performance do grupo Julu nos diversos aspecto da vida.
Com a formação em teatro comunitário para desenvolvendo, Manuel Teixeira revelou que o Julu vai associar-se às campanhas de sensibilização de combate à pandemia da Covid-19, por via de teledramas e radiodramas, numa  parceria com a Comissão Multissectorial de Combate à Covid-19.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Cultura