Mundo

Itália pede abertura de inquérito internacional

A Itália pediu, ontem, às Nações Unidas, a abertura de um inquérito e de “respostas claras” sobre a morte do embaixador italiano na República Democrática do Congo (RDC) durante um ataque a um comboio do Programa Alimentar Mundial.

25/02/2021  Última atualização 14H59
Itália pediu, às Nações Unidas, abertura de inquérito © Fotografia por: DR
Segundo a AFP, a posição de Roma foi demonstrada pelo ministro dos Negócios Estrangeiros, Luigi di Maio. "Nós pedimos formalmente ao Programa Alimentar Mundial (PAM) e à ONU a abertura de um inquérito para que se faça luz sobre o que se passou, as razões que justificam o sistema de segurança que tinha sido implementado e quem é o responsável por estas decisões (segurança)”, disse o chefe da diplomacia do Governo de Itália, no Parlamento de Roma.

"Dissemos também que esperamos, o mais rapidamente possível, respostas claras e exaustivas”, acrescentou o ministro.
Os corpos do embaixador italiano e do guarda-costas assassinados na segunda-feira no Leste da República Democrática do Congo foram trasladados na terça-feira para Roma.
Os dois italianos foram vítimas de um ataque que o Governo de Kinshasa atribui a rebeldes hutus do Rwanda, que, entretanto, já desmentiram a acusação.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Mundo

Opinião

Política