Economia

Laboratório avalia qualidade dos minérios com previsão

Estanislau Costa|Lubango

Jornalista

O ministro dos Recursos Minerais, Petróleo e Gás, Diamantino Azevedo, qualificou, está tarde, no Lubango, o Centro de Valorização de Rochas Ornamentais e o Laboratório Geocientifico como uma mais-valia no estudo e avaliação com precisão da qualidade dos minérios abundantes na região sul (Huíla, Namibe, Cunene e Cuando Cubango).

27/04/2021  Última atualização 18H00
© Fotografia por: DR
Diamantino Azevedo que esteve acompanhado no acto inaugural do empreendimento pelo governador provincial da Huíla, Nuno Mahapi Dala, os embaixadores de Portugal e Espanha, Pedro Costa e Manuel Ruigómez, respectivamente, e vários quadros do seu pelouro, disse que o empreendimento vai facilitar a actividade das empresas e demais investidores nacionais e estrangeiros.
"A actividade destas infra-estruturas apetrechadas com equipamentos de ponta são importantes para o sector, podendo assim auxiliar a actividade extractiva dos recursos minerais e rochas ornamentais", disse.
Segundo ele, uma avaliação precisa da qualidade dos produtos antes ou depois de serem extraídos e exportados para vários pontos do mundo é fundamental durante a negociação.
Os embaixadores da Espanha e Manuel Ruigómez e Pedro Costa que o apoio com equipamentos de última geração requalificou o laboratório no estudo das rochas e demais materiais que devem ser exportados.
"A acção do empreendimento equivale as outras existentes em vários pontos do mundo, cujos técnicos angolanos foram capacitados para o efeito e desempenha a actividade com dedicação e vontade de aprenderem sempre", disseram.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Economia