Regiões

Mau estado das estradas condiciona investimentos

O mau estado das vias primárias, secundárias e terciárias, que dão acesso às sedes municipais e comunais no interior do Bié, tem dificultado a actividade de empresários que procuram investir no sector de Hotelaria e Turismo, disse ao Jornal de Angola, o director do Gabinete Provincial de Hotelaria e Turismo, Nelson Quintas.

18/01/2021  Última atualização 10H17
Mau estado das vias © Fotografia por: Edições Novembro
Segundo o responsável, o sector que dirige cadastrou 55 zonas turísticas, das quais 29 são referências para investidores nacionais e estrangeiros.
O Morro do Chimbango, a Nascente do rio Kwanza, as Águas Quentes Termais, o Centro Geodésico, as Quedas do rio Luando, são os centros turísticos mais visitados, de acordo com Nelson Quintas, que apontou os municípios do Chinguar, Cuemba, Andulo, Camacupa e o Cuito como as localidades mais atractivas para os turistas. "Só com a reabilitação das vias será possível investir nestes lo-cais”, frisou.

 Infra-estruturas
O município do Cuito possui o maior número de residenciais, restaurantes e esplanadas ligadas ao sector de Hotelaria e Turismo, entre as quais constam um hotel, 22 pensões e onze residenciais.

Delfina Victorino | Cuito

Jornalista

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Mundo

Opinião

Política