Política

Memorando com a Finlândia facilita a troca de tecnologias

Angola e a Finlândia decidiram, a partir de ontem, estreitar a cooperação nos domínios das Telecomunicações, Tecnologias de Informação e Meteorologia, com a assinatura de um memorando de entendimento.

21/11/2020  Última atualização 14H45
Ministro Manuel Homem rubricou o memorando que prevê, ainda, aposta na segurança cibernética © Fotografia por: Edições novembro
O documento foi rubricado, em Luanda, entre o Ministério das Telecomunicações, Tecnologias de Informação e Comunicação Social de Angola e Ministério dos Transportes e Comunicações da Finlândia.Com duração de cinco anos e renovável por igual período, o memorando foi assinado, pela parte angolana, pelo Ministro das Telecomunicações, Tecnologias de Informação e Comunicação Social, Manuel Homem, na presença da embaixadora da Finlândia, Pirkko Liisa Kyostila.

Num comunicado, o Ministério das Telecomunicações, Tecnologias de Informação e Comunicação Social sublinha que o memorando vai facilitar a formação e desenvolvimento tecnológico, aumento de investimentos, parcerias comerciais entre empresas (joint ventures), empreendedorismo conjunto e desenvolvimento dos mercados nos sectores das Telecomunicações, Tecnologias de Informação e Meteorologia.

Com esta parceria, os dois países passam a incrementar o intercâmbio de conhecimentos e melhores práticas a fim de desenvolver e implementar soluções em redes de telecomunicações, modernização de serviços meteorológicos e sismológicos, segurança cibernética e protecção de dados. O sector chave da economia finlandesa é a indústria, principalmente madeireira, metalurgico, engenharia, telecomunicações e produtos electrónicos.

Na altura da acreditação, há dois anos, a diplomata já tinha assegurado que o seu país pretendia cooperar com Angola nos domínios comercial e científico. Pirkko Kyostila manifestou, então, que o ambiente político que se vive actualmente em Angola permite melhorar, ainda mais, a cooperação, tendo afirmando que a relação entre os dois países é salutar. A diplomata defendeu a necessidade da cooperação com Angola abranger os domínios da Agricultura e Indústria.A Finlândia está entre os 10 principais países do mundo em termos de invenções patenteadas per capita e tem na inovação um elemento estratégico para o sucesso das suas empresas.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Mundo

Opinião

Política