Coronavírus

Moçambique já utilizou a maioria da ajuda para combater a pandemia

Moçambique recebeu 661 milhões de dólares de apoio para enfrentar a Covid-19 durante o ano de 2020, dos quais já utilizou 68%, segundo o mais recente relatório do Governo citado pela Lusa.

23/02/2021  Última atualização 09H05
Moçambique recebeu 661 milhões de dólares © Fotografia por: DR
Do total de 700 milhões de dólares que Moçambique pediu há cerca de um ano, o desembolso de 661 milhões por parte de parceiros corresponde a 94% das necessidades. O Governo moçambicano já distribuiu boa parte das ajudas.
No total, até 31 de Dezembro, 450,5 milhões de dólares tinham sido entregues a diferentes sectores necessitados e o remanescente, cerca de 210 milhões de dó-lares, permanece numa conta de emergência "aberta no Banco de Moçambique e será canalizado de acordo com a programação para a emergência Covid-19". 

O mais recente relatório - o quinto -  sobre apoio dos parceiros para enfrentar a pandemia foi publicado na sexta-feira no portal do Ministério da Economia e Finanças (MEF) moçambicano da Internet.  
O documento elenca três áreas principais onde foram utilizados os 450,5 milhões: apoio ao Orçamento do Estado (OE) para cobrir a perda de receita resultante da que-da do Produto Interno Bruto (PIB), prevenção e tratamento da Covid-19 e apoios directos às famílias.

Em relação a estes três pontos, Moçambique recebeu 511 milhões de dólares dos parceiros para apoiar o OE: 309 milhões do Fundo Monetário Internacional (FMI), 101,5 milhões do Banco Mundial, 60,6 milhões da União Europeia (UE) e 40 milhões do Banco Africano de Desenvolvimento (BAD).
Do dinheiro recebido, foram usados 300 milhões de dólares, a maioria (183 milhões de dólares) pela tesouraria do Ministério da Economia e Finanças.

Seguem-se as infra-estruturas escolares (47 milhões de dólares), o fundo de energia (15 milhões de dólares), apoio à tesouraria de pequenas empresas através do Banco Nacional de Investimento (BNI) (15 milhões de dólares), saúde (12,6 milhões de dólares).
Outros sectores são a agricultura (10 milhões de dólares), acção social (8,3 milhões de dólares), intervenção de emergência na educação (4,7 milhões de dólares) e abastecimento de água (quatro milhões de dólares).

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Mundo

Opinião

Política