Mundo

Moscovo e Teerão querem salvar acordo nuclear do Irão

A Rússia e o Irão querem "salvar" o acordo sobre o nuclear iraniano, indicaram, ontem, os chefes da diplomacia dos dois países, devendo a Administração de Joe Biden decidir se os Estados Unidos regressam ao pacto.

27/01/2021  Última atualização 11H02
Salvar acordo nuclear do Irão © Fotografia por: DR
"Tema particularmente actual é o de salvar (o acordo). E nós, como o Irão, esperamos um regresso à sua aplicação plena", assegurou o ministro russo, Serguei Lavrov, ao lado do homólogo iraniano, Mohammad Javad Zarif, em visita a Moscovo.
Zarif sublinhou "partilhar a ideia de que é necessário salvar (o acordo) dos riscos e perigos que surgiram depois dos Estados Unidos saírem" do pacto.

Em 2015, a República Islâmica do Irão e o grupo dos 5+1 (os cinco membros permanentes do Conselho de Segurança - Estados Unidos, Reino Unido, França, Rússia e China - e a Alemanha) concluíram, em Viena, um Plano de Acção Conjunto Global para resolver a questão nuclear iraniana após 12 anos de tensões.

Mas o pacto ficou em risco depois do ex-Presidente Donald Trump ter retirado unilateralmente os Estados Unidos em 2018, restabelecendo sanções contra o Irão que o acordo prometia levantar.
Considerando que a política iraniana do seu antecessor foi um fracasso, Joe Biden deu conta da intenção de trazer os Estados Unidos de volta ao acordo de Viena. Mas também quer que o Irão volte antes a respeitar estritamente os compromissos no âmbito do acordo.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Mundo

Opinião

Política