Desporto

Osvaldo “Capita” regressa ao Lille, campeão francês

Armindo Pereira

Jornalista

O futebolista angolano Osvaldo Capemba “Capita” vai regressar ao Lille Olympique Sporting Club de França, na próxima temporada, depois de cumprir uma época de empréstimo ao serviço do Royal Excer Mouscron da primeira divisão belga.

09/06/2021  Última atualização 04H55
Jogador foi recebido pela ministra da Juventude e Desportos, Ana Paula do Sacramento Neto © Fotografia por: DR
A informação foi avançada ontem, pelo jogador, quando falava à imprensa no final da audiência concedida pela ministra da Juventude e Desportos, Ana Paula do Sacramento Neto. Capita mostra-se entusiasmado por regressar ao campeão francês e almeja estar presente na maior montra do futebol europeu a nível de clubes.

"Dentro de algumas semanas vou regressar ao Lille para dar continuidade aos trabalhos tendo em vista a próxima época. Quero dar o máximo para me enquadrar na equipa, espero ser bem reintegrado e se Deus quiser, poder disputar a Liga dos Clubes Campeões europeus da UEFA”, argumentou.

Antes de regressar a Luanda, em gozo de férias, o médio ofensivo de 19 anos revelou que manteve contacto com alguns dos jogadores do plantel que na última época estiveram às ordens do técnico Christophe Galtier, despedido pela direcção.    
"Fui bem recebido, não somente pelo português Re-nato Sanches e o moçambicano Reinildo Mandava mas por outros jogadores da equi-pa. Ensinaram-me algumas coisas, sobretudo a parte teórica, e deu para aprender com eles”, reconheceu Capita.

Gestão pós-carreira
Durante a audiência solicitada pelo jogador, Ana Paula do Sacramento Neto falou sobre a importância da gestão rigorosa dos recursos, bem como de questões relacionadas com a formação académica tendo em vista o período pós-carreira.
Ladeado por dois tios, seus representantes legais, o atleta ouviu atentamente os conselhos e deu informações detalhadas sobre as preocupações levantadas pela dirigente. A situação da pandemia da Co-vid-19 condicionou, até certo ponto, o processo de aprendizagem da língua francesa, uma das barreiras que o jogador diz ter enfrentado.

Luís Capemba garantiu que o sobrinho será matriculado nas próximas semanas numa escola. A documentação para facilitar o processo encontra-se no Ministério das Relações Exteriores e a qualquer momento pode ser recebida.
Em jeito de balanço, a ministra, acompanhada pelos membros do seu pelouro, enalteceu o facto de o craque angolano ser uma referência para meninos que sonham atingir outros patamares, tal como logrou o internacional angolano.  
"Capita tem um contrato e está no profissionalismo. É hoje uma fonte de inspiração para adolescentes e jovens, veio aqui para reafirmar o compromisso com a Nação. Estamos orgulhosos e vamos continuar a dar o nosso apoio de modo a atingir outras metas”, disse a ministra.          
 
Por sua vez, Capita assumiu: "sinto-me feliz por ter regressado ao país depois de mais de um ano longe de familiares e amigos. Foi uma visita agradável. A senhora ministra, enquanto mãe, deu-me conselhos para continuar a trabalhar de modo a me tornar um jogador cada vez mais profissional e honrar os quatro anos de contrato restantes com o Lille”.
O futebolista ofereceu à ministra a camisola que usou no Campeonato do Mundo de Sub-17, Brasil'2019, pelos Palanquinhas, e outra do Royal Excer Mouscron da Bélgica.

Por outro lado, o jogador aproveitou a ocasião para agradecer a intervenção, em 2019, da titular da pasta, no mediático "Caso Capita”, que opôs os agentes do atleta e a antiga equipa, 1º de Agosto, tendo terminado o litígio com o pagamento da verba estabelecida no acórdão do Tribunal Arbitral do Desporto (TAD), no valor de 200 milhões de kwanzas.      

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Desporto