Economia

Preços de referência do Jet A1 têm redução

Isaque Lourenço

Jornalista

O Preço de Referência do Ajustamento - Platts (PRA) do Jet A1 reduz, este mês de Maio, 1,05 por cento, ao passar dos anteriores 289,46 kwanzas para os actuais 286,41 kwanzas, numa baixa de 3,05 kwanzas, segundo fez saber em edital publicado, ontem, no Jornal de Angola, o Instituto Regulador dos Derivados do Petróleo (IRDP) do Ministério dos Recursos Minerais Petróleo e Gás.

02/05/2021  Última atualização 09H00
Jet A1 têm redução dos preços © Fotografia por: Vigas da Purificação | Edições Novembro
Em Fevereiro, esta mesma referência custou 262,79 kwanzas, já acima dos 238,94 de Janeiro, quando se registou o preço mais baixio desta referência do combustível usado na aviação.
Quanto ao Preço Base na Costa/Ex-Refinaria (PBC), o litro passa a custar 320,37 kwanzas, 2,54 kwanzas a menos em relação aos 322,91 kwanzas do mês passado. Em Março esta referência custou 318,21. Nos dois primeiros meses do ano (Janeiro e Fevereiro) o PBC foi cotado nos 273,53 e 289,69 kwanzas, respectivamente.

Por sua vez, o Preço de Venda Ex-logística e Distribuição (PVD) está agora a 371,26 kwanzas, contra os 372,98 kwanzas de Abril. Nos meses de Março, Fevereiro e Janeiro, esta referência do Jet esteve cotada nos 370,45; 350,22 e 325,74 kwanzas, respectivamente.
Já o Preço na Aeroinstalação, que inclui impostos e taxas (PVA) está agora fixado em 437,22 kwanzas, contra os 438,80 do mês anterior. A redução foi de 1,58 kwanzas, 0,36 por cento. O preço, contudo, ainda ficou acima dos anteriores 436,89; 414,34 e 386,80 kwanzas dos meses de Março, Fevereiro e Janeiro deste ano.


Ajuste automático
A actualização dos preços do Jet A1, combustível utilizado na aviação, decorre em atendimento ao mecanismo de ajustamento automático ao mercado, em vigor, segundo o Instituto Regulador dos Derivados do Petróleo (IRDP) do Ministério dos Recursos Minerais Petróleo e Gás.

O ajuste da tabela publicada pelo IRDP do Ministério dos Recursos Minerais, Petróleo e Gás baixa ainda mais comparativamente aos de Abril, altura em que já se registara subida menor quando comparadas aos meses anteriores, reflectindo maior equilíbrio entre a procura e a oferta, bem como da taxa de câmbio, variável de referência no ajustamento dos preços do combustível para a aviação.

Se no caso o PRA  de Fevereiro para Março subira 20,6 kwanzas, de Março para Abril o ajuste é de 6,07 kwanzas.
No global, desde Janeiro até agora (Abril), o Preço de Referência do Ajustamento (PRA) observou uma actualização de 50,52 kwanzas.
Em Dezembro último, as autoridades legislaram o alargamento, aos demais combustíveis, do mecanismo de ajustamento mensal de preços que desde há cerca de um ano foi aplicado ao Jet A1, cenário só visto num contexto de liberalização dos preços.

Na ocasião, o Executivo considerou que os preços dos derivados do petróleo bruto e do gás natural em Angola careciam de um melhor enquadramento, para melhorar a eficiência do mercado a médio prazo, tendo instituído um modelo mais eficaz, com referência em práticas internacionais.
Um Decreto dos Ministérios dos Recursos Minerais, Petróleo e Gás e das Finanças, emitido em Dezembro, estabeleceu um regime de preços fixados para o gás de petróleo liquefeito (GPL) e petróleo iluminante, enquanto a gasolina, gasóleo e Jet A1 ficaram sujeitos a um regime de preços vigiados.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Economia