Política

Presidente do MLSTP/PSD escreve a João Lourenço

Arcângela Rodrigues

Jornalista

O presidente do Movimento de Libertação de São Tomé e Príncipe/Partido Social Democrata (MLSTP/PSD), Jorge Bom Jesus, endereçou uma mensagem ao homólogo do MPLA, João Lourenço, que se refere sobre os mecanismos para o reforço da cooperação entre os dois partidos.

15/05/2021  Última atualização 08H00
Osvaldo d’Abreu e Luísa Damião abordaram os mecanismos para o reforço da cooperação © Fotografia por: Paulo Mulaza | Edições Novembro
Foi portador da missiva o vice-presidente do MLSTP/PSD, Osvaldo d’Abreu, que a entregou à homóloga do MPLA, Luísa Damião, durante um encontro na sede do partido no poder em Angola. Osvaldo d’Abreu disse, no final do encontro, que foram abordadas questões sobre a cooperação institucional e económica, particularmente no sector petrolífero.  

Informou que, no final deste ano, vai ser realizada uma campanha de perfuração na zona económica exclusiva de São Tomé e Príncipe e o país conta com a contribuição do empresariado angolano. "Angola tem uma vasta experiência neste campo e todo o tipo de cooperação será necessária para fortificarmos a nossa estrutura e darmos oportunidade ao empresariado angolano”, disse. 

Osvaldo d’Abreu considerou excelentes e históricas as relações entre o MLSTP/PSD e o MPLA e os dois partidos continuarão a envidar esforços para aprofundar esta cooperação.  O dirigente do partido que lidera o governo de São Tomé e Príncipe foi informado sobre o processo de realização do oitavo Congresso Ordinário do MPLA, em Dezembro deste ano, e das eleições gerais de 2022. Osvaldo d’Abreu disse que o seu país está num processo de pré-campanha para as eleições presidenciais de Julho.
Preocupações dos artistas

Ainda ontem, a vice-presidente do MPLA recebeu, em audiências separadas, os presidentes da União Nacional dos Artistas e Compositores (UNAC) e da Câmara de Comércio Angola-China, José Moreno Fernandes "Zeca Moreno” e Luís Cupenala, respectivamente. Zeca Moreno disse ter apresentado à vice-presidente do MPLA algumas preocupações e propostas ligadas à vida dos artistas angolanos, desde os fazedores da dança e teatro aos de música e artes plásticas.   "Os artistas angolanos têm passado por momentos difíceis, face às medidas de restrição no combate à Covid-19. Logo, as propostas da UNAC são no sentido de se associar ao esforço do Executivo contra este inimigo invisível e encontrar soluções para abrandar estas dificuldades”, disse.   
Cooperação com a China
O presidente da Câmara de Comércio Angola-China revelou que esta instituição está a trabalhar com o Executivo para a assinatura de um acordo para a protecção de investimentos. Luís Cupenala anunciou, para Julho, a realização de um fórum com o tema "Oportunidades de Investimento em Angola”. Nesta altura, disse, os angolanos terão a oportunidade de divulgar as grandes oportunidades que existem a nível de vários sectores.Cupenala lembrou que a China tem tecnologia e experiência que pode ajudar Angola a industrializar a sua economia, bem como actuar em sectores como agricultura, pesca, mineração e outros.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Política