Política

Rui Miranda dirige Mecanismo Conjunto de Verificação Alargado

O coronel José Rui Miranda é o novo comandante do Mecanismo Conjunto de Verificação Alargado (MCVA) da Conferência Internacional sobre a Região dos Grandes Lagos (CIRGL)

27/01/2021  Última atualização 08H39
Coronel Rui Miranda (à esquerda) foi apresentado na RDC © Fotografia por: DR
De acordo com uma nota do Ministério das Relações Exteriores, a  cerimónia de apresentação do novo comandante, aconteceu segunda-feira última, em Goma,  província do Kivu-Norte, na República Democrática do Congo.
Para o efeito, uma delegação multissectorial, chefiada pelo chefe do Estado-Maior General das Forças Armadas Angolanas (FAA), deslocou-se à Goma para prestigiar a cerimónia.

Antes da cerimónia de apresentação do novo comandante do Mecanismo Conjunto de Verificação Alargado, a delegação angolana foi recebida pela vice-governadora Marie Lumoo Kahombo, na qualidade de governadora em exercício da Província do Kivu-Norte, visitou também o Centro da Difusão da Inteligência da CIRGL e o Estado Maior da MONUSCO em Goma.
A comitiva angolana desembarcou domingo, dia 24, em Kinshasa, onde se realizou uma reunião com as autoridades locais do sector político, de defesa e segurança, bem como com a representante especial do secretário-geral das Nações Unidas na RDC e Chefe da MONUSCO.

O Mecanismo Conjunto de Verificação Alargado (MCVA) foi criado aos 14 de Setembro de 2012, numa iniciativa dos chefes de Estado e de Governo da CIRGL para a restauração da confiança mútua entre os Estados.
O MCVA visa fundamentalmente verificar as alegações entre os estados-membros da CIRGL e conduzir patru-lhas ao longo das fronteiras comuns. O Mecanismo é composto por representantes dos 12 estados-membros da CIRGL e por três observadores, nomeadamente, a União Africana, SADC e MONUSCO.

José Rui Miranda substitui do cargo Léon Mahoungou, de nacionalidade congolesa, que concluiu o mandato. O novo comandante do MCVA concluiu o curso de Comando e Estado Maior  pela Escola Superior de Guerra de Angola, Informação e Análise para adidos pela Escola de Comunidade de Inteligência - Luanda, curso de mando táctico de tropas e desembarque aéreo pela escola superior de desembarque assalto aéreo de Riazan- Rússia. José Rui Miranda foi também chefe da repartição de operações e informações da direcção de forças especiais.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Mundo

Opinião

Política