Mundo

Sarkozy foi condenado a 3 anos por corrupção

O ex-Presidente francês, Nicolas Sarkozy, foi considerado culpado de corrupção activa e de tráfico de influências. Foi condenado a três anos de prisão, com dois de pena suspensa, depois de ter sido acusado de subornar um juiz, em 2014, em troca de informações num processo em que estava a ser investigado.

01/03/2021  Última atualização 21H32
Antigo chefe do Eliseu usou o seu estatuto para ajudar advogado © Fotografia por: DR
A decisão foi conhecida ao início desta tarde no Tribunal de Paris e Sarkozy terá o direito de pedir para ser detido em casa com uma pulseira electrónica.
Segundo a Associated Press, foi dito em tribunal que os factos são "particularmente graves”, uma vez que foram cometidos por um ex-Presidente que usou seu estatuto para ajudar um magistrado que serviu os seus interesses pessoais. Além disso, como antigo advogado, estava "perfeitamente informado” que a prática que cometia era uma acção ilegal.

O tribunal de Paris considerouc aindac que houve um "pacto de corrupção" entre o ex-Chefe de Estado, o seu advogado Thierry Herzog e o ex-magistrado Gilbert Azibert - que foram também sentenciados com a mesma pena.
Nicolas Sarkozy, de 66 anos, foi Presidente de 2007 a 2012 e é o segundo Chefe de Estado a ser condenado no país, mas o primeiro por corrupção activa.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Mundo

Opinião

Política