Sociedade

Serviços prisionais apostam na auto-suficiência alimentar na província do Huambo

A direcção dos serviços prisionais na província do Huambo desenvolve um programa de produção agro-pecuária, numa área de 1.074 hectares de terra, que visa a auto-suficiência alimentar.

03/01/2021  Última atualização 20H20
© Fotografia por: DR
O director dos serviços prisionais na província do Huambo, subcomissário prisional Chinhama Jamba, disse, nesta segunda-feira, à Angop, que a instituição está a envolver os reclusos na cadeia de produção. 

Acrescentou que os 1.074 hectares de terra cultiváveis estão localizados na comuna do Sambo, no município da Chicala-Cholohanga, com 950 hectares, e outros 124 nos arredores da Comarca, localizada no bairro do Cambiote, periferia do Huambo.

Na presente campanha agrícola os reclusos cultivaram, entre outros produtos, milho, feijão, mandioca, batata-doce, rena, hortícolas e leguminosas. O responsável disse que a instituição conta com o suporte técnico e institucional do Governo da província, que disponibilizou fertilizantes, sementes e outros inputs, para a mecanização agrícola.

Além da agricultura e da produção de carne suína e caprina, em grande escala, a instituição aposta, igualmente, na criação de tilápia, com a abertura de seis tanques de grandes dimensões, no Cambiote e na comuna do Sambo.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Mundo

Opinião

Política