Mundo

Tanzânia e Moçambique juntos contra o terrorismo

A Tanzânia e Moçambique chegaram, ontem, a um acordo para unir forças para combater a violência extremista que ceifou centenas de vidas nos dois países vizinhos, informou, ontem, a imprensa estatal moçambicana, citada pela Reuters.

05/12/2020  Última atualização 12H30
Os respectivos chefes da Polícia encontraram-se no fim-de-semana na cidade de Mtwara, no Sudeste da Tanzânia, onde assinaram um Memorando de Entendimento para reprimir os distúrbios. "Chegamos a um acordo sobre como trabalhar juntos contra esses criminosos”, disse o chefe da Polícia da Tanzânia, Simon Sirro, após a reunião. 
O acordo surge um mês depois de suspeitos jihadistas moçambicanos encenarem uma ousada incursão transfronteiriça na Tanzânia e matarem um número desconhecido de pessoas. Os insurgentes, que aterrorizam a província de Cabo Delgado, intensificaram nos últimos meses uma campanha violenta que agora se espalhou para o Norte, na Tanzânia. 
"Teremos operações conjuntas e troca de informações no esforço para acabar com o terrorismo na fronteira”, disse o chefe da Polícia de Moçambique, Bernardino Rafael. "Acredito que com essa parceria seremos capazes de acabar com os terroristas”, acrescentou. 
Como parte do acordo, mais de 500 militantes suspeitos presos na Tanzânia serão extraditados para Moçambique, segundo a emissora nacional TVM. Um grupo islâmico causou estragos no Norte de Moçambique desde 2017, matando centenas de pessoas e deslocando milhares.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Mundo