Regiões

Uíge ensaia modelos para a recolha do lixo

Joaquim Júnior | Uíge

Jornalista

O Gabinete Provincial do Ambiente, Gestão de Resíduos e Serviços Comunitários estuda novos modelos de recolha de lixo na cidade do Uíge, que poderão ser extensivos às 15 sedes municipais.

09/02/2021  Última atualização 13H01
Objectivo das autoridades é diminuir os focos de lixo na região © Fotografia por: Mavitidi Mulaza | Edições Novembro | Uíge
Quem o diz é o director do Gabinete Provincial do Ambiente, Gestão de Resíduos e Serviços Comunitários, Félix Gomes Afonso, acrescentando que tudo dependerá das capacidades técnicas das empresas que serão seleccionadas pelo concurso público em curso.

Actualmente, acrescentou, os resíduos que são colocados no chão acabam por criar um ambiente desagradável e risco à saúde pública. "Existe lixo que produz vermes, que são arrastados aos rios e cacimbas onde a população acarreta água para lavar a loiça, roupa e banhar, acabando de constituir vectores de doenças”. "Vamos propor para as futuras empresas apresentarem meios capazes de recolha de resíduos a tempo útil, para evitar a acumulação de lixo nos principais pontos da cidade”, referiu.

A utilização de sacos para os cidadãos armazenarem o lixo produzido diariamente é apontada por Félix Gomes Afonso como outra solução que se pretende implementar. Segundo o  director do Gabinete Provincial do Ambiente, Gestão de Resíduos e Serviços Comunitários,  alguns munícipes dedicam-se à recolha de utensílios plásticos quebrados, garrafas de vidro, ferros e alumínio, para levar em fábricas à capital do país ou para o fabrico de utensílios de cozinha, como facas e panelas de alumínio.

"Outra iniciativa não menos importantes, em fase experimental na província, é o fabrico de sabão caseiro, tendo como matéria-prima o óleo alimentar que sobra dos fritos. São iniciativas que precisamos organizar em cooperativas, para encontrarmos formas de financiamento e rentabilização do negócio”, concluiu.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Regiões