Gente

Um marco na história do jornalismo angolano

O jornalismo angolano entrou, na sexta-feira, dia 19, numa nova etapa, com o início da atribuição da carteira profissional.

20/02/2021  Última atualização 21H17
© Fotografia por: DR
Tratou-se de momento memorável para a história do jornalismo angolano. Foi o primeiro acto de outorga da carteira que aconteceu em Luanda. Foram atribuídas, a título simbólico, carteiras aos jornalistas Siona Casimiro, Rui Ramos e Maria Luísa Fançony, pelos longos anos dedicados à profissão. O evento, segundo a presidente da Comissão da Carteira e Ética, organismo responsável pela acreditação dos profissionais de comunicação social em Angola, Luísa Rogério, representa um marco importante numa profissão cujo desempenho influencia o normal funcionamento de outras actividades sociais. Presente no acto, o ministro das Telecomunicações, Tecnologias de Informação e Comunicação Social, Manuel Homem, enalteceu o acto, frisando que a atribuição da carteira vai resolver o problema de organização da actividade dos jornalistas em Angola.


Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Mundo

Opinião

Política