Sociedade

Uma morte e 58 casos em 24 horas

Angola reportou, nas últimas 24 horas, 58 novos casos de Covid-19, dos quais 29 do sexo masculino e 29 do sexo feminino, com idades compreendidas entre um mês e 76 anos.

05/03/2021  Última atualização 08H55
© Fotografia por: Eduardo Pedro | Edições Novembro
Os dados foram divulgados ontem, pelo secretário de Estado para a Saúde Pública, Franco Mufinda, durante uma conferência de imprensa, no Centro de Imprensa Aníbal de Melo (CIAM). Entre as novas infecções, informou, 38 foram diagnosticadas em Luanda, 11 na Huila, oito no Uíge e uma em Cabinda.
Na ocasião, o governante anunciou ainda o registo de uma morte na província de Luanda. Trata-se de um ancião de 73 anos de idade, com comorbilidade de hipertensão arterial.

No entanto, 44 pessoas foram recuperadas, com idades compreendidas entre sete meses e 57 anos, dos quais 38 no Huambo, três em Luanda, uma no Bié e igual número no Cuando Cubango e Uíge.
Angola soma, desde Março do ano passado, um cumulativo de 20.981 casos confirmados de Covid-19, dos quais 917 activos, 511 óbitos e 19.553 recuperados.

Dos 917 casos activos, um é crítico (0,1%), 11 graves (1,2%), 24 moderados (2,6%), 20 leves (2,2%) e 861 assintomáticos (93,9%).
Nas últimas 24 horas foram processadas 1.066 amostras por RT-PCR (57 positivas e 1.009 negativas), com uma taxa de positividade de 5,3 por cento.
Ainda no dia de ontem, foram processadas 256 amostras por teste de diagnóstico rápido antígeno, das quais uma positiva e 255 negativas.

O cumulativo de amostras processado é de 399.228 (20.981 positivas e 378.247 negativas), com uma taxa de positividade de 5,3 por cento.
A Equipa de Saúde Mental e Intervenção Psico-social assistiu 37 pessoas, através da Linha de Apoio Psicológico. O Centro Integrado de Segurança Pública (CISP) recebeu 36 chamadas, todas foram pedidos de informação sobre a pandemia.

Xavier António

Jornalista

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Mundo

Opinião

Política