Regiões

Zaire: Rede de transportes públicos com mais autocarros novos

Mais 11 autocarros, com capacidade para 62 lugares, vão entram em circulação, nos próximos dias, na província do Zaire, para o reforço da frota de transportes públicos nos seis municípios, soube, ontem, o Jornal de Angola.

22/11/2020  Última atualização 19H28
Veículos para passageiros já estão na cidade de Mbanza Kongo e vão circular nas sedes dos seis municípios do Zaire © Fotografia por: Edições Novembro
Segundo o chefe de Departamento do Gabinete Provincial dos Transportes e Correios, Francisco Isabel, os autocarros vão ser distribuídos às operadoras do ramo mediante a um concurso público.
Os agentes apuradas, informou, vão ter de reembolsar, num período de dez anos, 58 milhões e 354 mil e 933 kwanzas, por cada autocarro. Antes de receberem os meios os empresários terão de pagar obrigatoriamente a primeira no valor de três milhões de kwanzas.

"Recebemos 11 autocarros novos e vamos vender às empresas interessadas, mediante um concurso pú-blico. O objectivo é melhorar a oferta dos serviços de transportes urbanos nas sedes municipais. Os empresários interessados devem contactar a Direcção dos Transportes no Zaire”, disse Francisco Isabel.

O Jornal de Angola constatou que a maioria dos camponeses em Mbanza Kongo, cujas lavras se situam nos arredores da cidade, dependem dos autocarros para se locomoverem para o campo.
A camponesa Suzana Zolela, 45 anos, disse que os quatro autocarros que ainda circulam em Mbanza Kongo são insuficientes para as necessidades da população, e ainda assim o preço que cobram por viagem é alto. "Actualmente pagamos entre 150 a 200 kwanzas por viagem. Antes o preço estava fixado em100, mas devido a escassez de combustível as transportadoras aumentaram os preços, pois, quem vai um pouco mais distante chega a pagar 200 por viagem”, deplorou.

A província do Zaire recebeu, em 2017, 10 autocarros, que operavam nos municípios do Soyo e Mbanza Kon-go, mas estes meios avariam constantemente por falta de acessórios e de oficinas especializadas.
Os 11 autocarros, que vão reforçar rede de transportes da província, vão circular nos municípios de Mbanza Kon-go, Soyo, Tomboco, Nzeto, Kuimba e Nóqui, onde a população clama por transportes públicos.

Fernando Neto | Mbanza Kongo

Jornalista

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Mundo

Opinião

Política