Política

Chefe do Governo de Espanha chega esta quarta-feira a Luanda

O Presidente do Governo de Espanha, Pedro Sánchez Pérez Castejón, chega esta quarta-feira (7), à noite, a Luanda, para uma visita oficial, a convite do Presidente da República, João Lourenço.

06/04/2021  Última atualização 20H38
Presidente do Governo de Espanha, Pedro Sánchez Pérez Castejón © Fotografia por: DR

Um comunicado da Casa Civil do Presidente da República indica que, durante a sua jornada de trabalho, que decorrerá ao longo desta quinta-feira (8), o estadista espanhol efectuará visitas a empreendimentos ligados à acção de Espanha em Angola e vai testemunhar à assinatura de diversos instrumentos jurídicos para o reforço da cooperação bilateral durante a sua presença no Palácio Presidencial.

Pedro Sánchez deixa Luanda ainda na quinta-feira com destino ao Senegal, segunda etapa da digressão ao continente africano. Prevê-se, durante a visita, a assinatura de acordos nas áreas da agricultura, pescas, indústria e transportes aéreos.

Em Angola, segundo os registos da Embaixada de Espanha, estão 520 espanhóis, mas, de acordo com o embaixador Manuel Hernández Ruigómez, a comunidade pode estar em torno dos 650. Os cinco anos de crise económica em Angola e, agora, a pandemia da Covid-19 afectaram o comércio bilateral. Antes da crise, as trocas comerciais rondavam os 1,7 mil milhões de euros. Em 2014, por exemplo, as exportações de Espanha para Angola ultrapassaram os 500 milhões de euros, maioritariamente em bens, equipamentos e material agrícola. Já as exportações de Angola atingiram os 2,7 mil milhões de euros, dominadas pelo petróleo.  

Nesta primeira visita a Angola, o Chefe do Governo espanhol é acompanhado de, entre outros, representantes de empresas como Elecnor (infra-estrturas, engenharia, energia), AEE Power (infra-estruturas energéticas), Airbus (aeroespacial e bélica), TSK (inovação tecnológica), Rio (logística), Satec (Consultores em serviços de tecnologia), Globaltec Desarrollos e Ingeniería (construção), Redondo y Garcia (serviços industriais), Impulso, Grupo Ahen (engenharia e projetos). A Impulso trabalha no Plano Nacional de Geologia (PLANAGEO), o maior levantamento geológico já feito em Angola para determinar os recursos existentes no subsolo. A empresa de engenharia, arquitectura e consultoria integra o consórcio luso-espanhol UTE PLANAGEO, com as instituições geológicas de Espanha e de Portugal (IGME e LNEG), responsáveis pela pesquisa na região Sul do país, numa área de quase 500 mil quilómetros quadrados.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Mundo

Opinião

Política