Cultura

Esperança Mirakiza lança disco “Unikina”

Segundo a artista, o álbum comporta cinco faixas musicais que representam diferentes estilos, como o afrobeat, funk e soul music.

22/02/2021  Última atualização 21H25
Cantora ficou conhecida do grande público pela sua participação no concurso The Voice Angola © Fotografia por: DR
"Unikina” é o título do maxi single da cantora Esperança Mirakiza, a ser lançado no sábado, dia 27, na portaria da Rádio Kairós. Unikina, palavra em kikongo, quer dizer ouvir, e é uma das faixas promocionais deste maxi single que antecede o lançamento do álbum, ainda sem data de apresentação mas já  acabado. O concerto de apresentação deste maxi single está agendado para o dia 7 de Março, no pátio da Universidade Metodista.

Voz desta novíssima geração de cantores a despontar cada vez mais, Esperança Mirakiza espera  conquistar as pessoas, traze-las até à sua sonoridades, e ajudar, com o poder da sua música, a encontrarem o melhor de si mesmas.
Na sua visão, a nota negativa recai no facto de muitos músicos da sua geração terem um grande desconhecimento sobre a história da música folclórica angolana e denota também um certo distanciamento com os músicos de gerações anteriores.

A menina do The Voice

Esperança Mirakiza ficou conhecida do grande público pela sua participação no concurso The Voice Angola, edição 2016. Recorda que fez o teste nas instalações do Centro de Formação de Jornalistas – CEFOJOR – e posteriormente os vídeos seguiram para a Africa do Sul, tendo sido uma das apuradas. Na audição que garantiu a sua sobrevivência em concurso, os votos e apoio de Walter Ananás e Dji Tafinha foram fundamentais. Dentre as várias actuações, Mirakiza classifica a sua melhor actuação em concurso quando interpretou a música "Chandelier”, da americana Sia. Nesse dia, conta a artista, não só estava enferma como também recebeu a notícia do internamento do seu pai, razões que a levaram a cantar com mais emoção, como forma de superação dos problemas. Mirakiza foi uma das mais aclamadas participantes neste programa, tendo ganho o carinho do seu mentor, o rapper DjiTafinha, com quem posteriormente chegam a trabalhar numa música escrita e produzida por ele e cantada por Mirakiza, intitulada "Coração Forte”.   

Esperança Mirakiza

Esperança Miranda Quizango nasceu a 29 de Dezembro, no município do Cazenga, Luanda. É cantora e artesã. Filha de um pai maestro e uma mãe corista, começou a cantar ainda em tenra idade nas actividades da igreja Metodista. Os pais são a sua grande inspiração, sendo eles que a incentivaram a seguir uma carreira como artista.Esperança conta que em casa o pai fazia questão de ensinar-lhe cada nota com rigor, com recurso a castigo quando errasse.

 A nível profissional, subiu ao palco pela primeira em 2010, quando chegou à fase final da edição do Festival da Canção da LAC deste ano, tendo concorrido com nomes como Kyaku Kyadaff, Jojó Goveia e outros, sagrando-se vencedor desta edição o músico Kueno Aionda. Foi a partir dessa data que Esperança abraçou seriamente os desafios em seguir uma carreira musical. No ano seguinte chegou igualmente à fase final do concurso Angola Encanta. De lá para cá, Esperança esteve envolvida em vários shows em que chegou a partilhar o palco com artistas que fazem parte do seu leque de ídolos, como é o caso de Totó ST, por quem nutre admiração devido à forma simples e entretida como as composições lhe saem.

Das influências musicais que a moldaram, este novo talento não escapou aos encantos do rap, tendo nesse estilo o Dji Tafinha como aquele que mais admira.Grande admiradora do Afra Sound Star, Esperança chegou a ter o privilégio de partilhar o palco com esta banda em alguns dos concertos internacionais de jazz.  Esperança garante seguir à risca as orientações e conselhos recebidos de artistas como Walter Ananás, Yola Semedo e Paulo Flores, todos associados à realização do concurso musical The Voice Angola.

Matadi Makola

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Mundo

Opinião

Política