Política

FAA e Polícia juntas no combate ao crime

As operações conjuntas entre as Forças Armadas Angolanas (FAA) e a Polícia Nacional têm contribuído para o combate à criminalidade, afirmou, ontem, em Luanda, o ministro da Defesa Nacional e Veteranos da Pátria.

22/01/2021  Última atualização 09H40
© Fotografia por: DR
João Ernesto dos Santos "Liberdade”, que discursava no acto central das comemorações alusivas ao 45º aniversário da Força Aérea Nacional (FAN), assinalado, ontem, disse que o processo de redimensionamento e o reequipamento da FAN compreende a aquisição de novas aeronaves de transporte e de reconhecimento e combate.
Apesar da pandemia da Covid-19, salientou que as FAA têm vindo a elevar os níveis de operacionalidade, com de acções das suas componentes aéreas, terrestre e marítima, alicerçando, cada vez mais, o sentido patriótico e compromisso com a Pátria.  João Ernesto dos Santos exortou todos os efectivos a redobrarem o empenho e no exercício das funções, assim como a responsabilidade e lealdade ao poder político.  

O acto alusivo ao dia da FAN ficou marcado pela apresentação e entrega, ao Centro Integrado de Segurança Pública (CISP), da primeira aeronave de modelo Kodiak-100, de levantamento cartográfico em 3D. Estão previstas mais quatro aeronaves, que devem chegar ao país até ao fim de Agosto.O ministro Liberdade informou que o primeiro aparelho vai servir para a recolha de informações, combate e perseguição de infractores que insistem na prática de actos criminosos. 
Memorando de entendimento

Os ministros da Defesa Nacional e Veteranos da Pátria e do Interior assinaram, nas instalações da FAN, um memorando de entendimento para a implementação da componente aérea do CISP.

O ministro do Interior, Eugénio Laborinho, reconheceu que a aeronave Kodiak-100, entregue pela FAN, vai permitir que o país tenha maior controlo das questões ligadas à segurança pública, bem como ao planeamento e concretização dos trabalhos.  O Comandante da FAN, general Altino dos Santos, disse que a implementação da componente área do CISP na FAN, para as actividades de vigilância aérea da costa marítima e fronteiras terrestres, bem como o levantamento cartográfico, em 3D, de zonas urbanas e suburbanas, demonstra a preocupação com as questões da segurança pública. 
 Altino dos Santos assumiu o compromisso de engajar a sua componente, composta por especialistas e meios atinentes à actividade aeronáutica, com vista a garantir a pronta, adequada e segura operacionalidade da aeronave.As aeronaves do tipo Kodiak-100, de origem americana, têm capacidade de transportar 10 pessoas ou mais de 1,5 toneladas de carga.   

Arcângela Rodrigues

Jornalista

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Mundo

Opinião

Política