Mundo

Mísseis atingem base americana no Iraque

Pelo menos dez mísseis atingiram, ontem, uma base militar da coligação internacional liderada pelos EUA no Iraque.

04/03/2021  Última atualização 11H32
A base de Ain Al Asad alberga forças da coligação internacional © Fotografia por: DR
O ataque ocorreu a dois dias da visita histórica do Papa Francisco ao país. O alvo foi a base aérea de Ain Al Asad, no deserto de Anbar.
O coronel Wayne Marotto, porta-voz americano da coligação afirmou que as forças de segurança iraquianas iniciaram uma investigação.
Militares iraquianos disseram, em comunicado, que o ataque não causou perdas significativas e que as forças de segurança encontraram o local usado para os disparos dos mísseis.

Este foi o primeiro ataque contra forças americanas desde que os EUA atingiram alvos da milícia aliada do Irão na fronteira entre o Iraque e a Síria, na semana passada, na primeira acção militar da Admnistração de Joe Biden. O ataque alimenta temores de uma possível repetição de uma série de ataques como os do ano passado, que culminaram no ataque contra drones comandados pelos EUA que matou o general iraniano Qassim Soleimani.

A base aérea de Ain Al Asad é a mesma que foi atacada pelo Irão, em retaliação aos EUA, dias após a morte de Soleimani.
Dezenas de militares americanos ficaram feridos na época, e um funcionário civil morreu de ataque cardíaco após o ataque. O ataque é o mais recente de vários cometidos nas últimas semanas e mostra a dificuldade logística de organizar a visita do Papa, que começa amanhã e vai até segunda-feira.
Francisco será o primeiro Papa a visitar o Iraque, um país muçulmano de maioria xiita, na história.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Mundo

Opinião

Política