Sociedade

Taxistas ameaçam parar actividades em Luanda

Taxistas na província de Luanda ameaçam paralisar as actividades nos dias 1,2 e 3 de Março, alegadamente devido a excessos na actuação da Polícia Nacional, discriminação, mau estado das vias, exclusão nas políticas públicas, entre outras inquietações.

23/02/2021  Última atualização 11H26
Paralisação poderá ocorrer, alegadamente, devido a excessos da Polícia de Trânsito © Fotografia por: DR
Os taxistas manifestam, ontem, descontentamento pelo facto de serem "vítimas” de um excesso de rigor na fiscalização por parte da Polícia de Trânsito, no que toca à lotação das viaturas, ao contrário do que acontece com os transportes públicos (autocarros), que se apresentam nas vias completamente lotados, desrespeitando a orientação dos 75 por cento.

Francisco Paciente, da Associação dos Taxistas de Luanda, aponta ainda as condições e o mau estado das vias, que estão a dificultar o trabalho dos associados.
"Essa decisão foi tomada depois de termos tentado vários diálogos e enviado documentos às instituições competentes, com os pontos de insatisfação dos taxistas”, explicou.
O líder da associação disse, à Angop, que as políticas públicas excluem a classe dos taxistas e os pontos reivindicados, enviados ao Instituto Nacional de Segurança Social, para a inserção dos associados no sistema de segurança social, e a criação de uma carteira profissional são ignorados.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Mundo

Opinião

Política