Economia

Acordos dinamizam resolução de litígios

Isaque Lourenço

Jornalista

O Fórum Angolano de Jovens Empreendedores (FAJE) assinou, em Malabo, Guiné Equatorial, um acordo para a mobilização de meios complementares de Resolução de Litígios entre os membros da Confederação Empresarial da Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CE CPLP).

14/05/2021  Última atualização 18H41
Presidente do FAJE, à direita © Fotografia por: Vigas da Purificação| Edições Novembro
Paulo Victor Narciso, por Angola, e Pedro Ngong Engono, pela Guiné Equatorial, subscreveram a acta, tendo na ocasião reiterado o compromisso de serem procuradas as melhores soluções para a criação de emprego e auto-emprego no seio da juventude da Comunidade.

Para o presidente do FAJE, estes instrumentos legais servem de garantia jurídica e vão promover a mediação, conciliação e arbitragem nos negócios entre os investidores, criando condições para a garantia plena de igualdade de tratamento e de meios na resolução de eventuais conflitos.
O empreendedor integrou a comitiva angolana de mais de 70 empresários e representantes do Governo à recente Cimeira de Negócios da Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CE CPLP), que se realizou em Malabo de 5 a 7 deste mês.

Conforme confidenciou ao Jornal de Angola, a presença do FAJE na Guiné Equatorial visou manter contacto com as congéneres e preparar a Cimeira de Julho, que Luanda organiza. Nesse sentido, disse ter formulado vários convites e acolhido sugestões em como a juventude empreendedora vai mobilizar-se para os desafios impostos pela organização do certame.

Num outro momento, foi formalizada a criação da Federação de Jovens Empreendedores da CPLP, um braço com que a confederação pensa materializar os anseios de empregabilidade dos jovens nos países-membros.

Para além destes eventos, o presidente do FAJE foi subscritor da Sociedade Angolana de Desenvolvimento, uma entidade empresarial criada por angolanos (49 por cento) e equato-guineenses (51 por cento). Esta entidade assume a missão de facilitar o estabelecimento de negócios nos respectivos países e conquistarem outros mercados com forte potencial de crescimento e margem de lucro.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Economia