Sociedade

Adolescente tirou a vida apôs atirar-se do 7º andar

Uma rapariga, de aproximadamente 14 anos, pôs termo à própria vida, nesta terça-feira (6), na Centralidade do Sequele, município de Cacuaco, em Luanda, depois de se ter atirado do sétimo andar do edifício em que residia com os familiares.

06/04/2021  Última atualização 21H47
Centralidade do Sequele viveu mais uma tragédia © Fotografia por: DR

A tragédia aconteceu por volta das 15 horas, na sequência de um desentendimento entre a adolescente e a mãe, por a filha não ter cumprido uma tarefa que havia sido orientada.

Pessoas próximas à família disseram à reportagem do Jornal de Angola que Beny, como era carinhosamente chamada, foi repreendida pela mãe, tendo iniciado uma discussão.
A seguir, a adolescente dirigiu-se ao quarto e jogou-se pela janela, tendo caído na parte lateral do edifício 33A, do bloco 11, tendo morte imediata.
"A mãe pediu que fosse à loja, mas ela orientou uma terceira pessoa, que acabou por não comprar o artigo, o que provocou uma acesa discussão”, explicou um morador do mesmo edifício.
Na sequência, vídeos foram partilhados nas redes sociais, efectivos do Serviço de Protecção Civil e Bombeiros deslocaram-se ao local, mas sem a ambulância. Fonte dos Bombeiros garantiu que, quando chegaram ao local, a adolescente já estava morta. A informação contraria relatos nos vídeos postos a circular, nos quais se podem ouvir pessoas a comentar que a menina ainda se encontrava em vida.

Roque Silva

Jornalista

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Mundo

Opinião

Política