Gente

Carlos Queirós apaga 75 velas

Pela sua trajectória como desportista, é considerado um mestre do futebol angolano. A antiga estrela do futebol angolano Carlos de Sousa Queirós, conhecido como Man Queiras, celebrou, no passado dia 31 de Março, o seu 75º aniversário natalício.

04/04/2021  Última atualização 07H40
© Fotografia por: DR
 Considerado pelos seus pupilos como um verdadeiro guru do futebol, depois de ter feito carreira na alta competição dedica-se agora a ensinar o "ABC” aos escalões de formação nas escolas do Petro Atlético de Luanda. Na sua trajectória, destacam-se passagens pelo Atlético de Luanda, entre 1960 e 1974, e foi uma vez campeão distrital em 1966. É contemporâneo de Augusto Carneiro, Henrique, Capindiça, Carlos Romão, Nicola Berardineli, Chalé, Santana, Peliganga, Ramalhoso, Lourenço Bento, Prado e Eduardo João. Como treinador, foi duas vezes campeão nacional com o Petro de Luanda. É dono de uma habilidade de fazer inveja a qualquer jogador da actualidade. "Man Queiras” trata a bola por "tu” e com ela faz grandes acrobacias, inclusive o famoso "Pai Nosso”, que consiste em fazer o sinal da cruz com a bola nos pés. A carreira de Carlos Queirós como futebolista teve início na pequena vila da Quibala, província do Cuanza-Sul, no futebol escolar, dos sete aos 13 anos de idade, com colegas de carteira como Vilarinho, Joaquim Carvalho e Reinaldo Miranda. Natural da Quibala, província do Cuanza-Sul, Carlos de Sousa Queirós nasceu no 31 dia de Março de 1946.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Mundo

Opinião

Política