Cultura

Octaviano Correia partilha experiências

Manuel Albano

Jornalista

O escritor e jornalista Octaviano Correia é o convidado da próxima edição do “Textualidades - Conversa com leitores”, uma tertúlia literária que se realiza amanhã, a partir das 16h30, no Memorial António Agostinho Neto, em Luanda.

11/05/2021  Última atualização 08H00
Escritor e jornalista vai transmitir o seu legado aos jovens © Fotografia por: Maria Augusta | Edições Novembro
Em declarações, ontem, ao Jornal de Angola, o escritor, de 81 anos, disse que vai durante o encontro procurar transmitir a sua experiência de vida profissional às novas gerações, como parte do lega-do que pretende deixar.
Octaviano Correia afirmou que a tertúlia vai ser um momento de aprendizagem mútua. O escritor explicou que quando tem a possibilidade de participar em encontros geracionais, procura sempre transmitir a experiência profissional e de vida.

Cronista consagrado no mercado literário angolano, sobretudo em matérias ligadas à literatura infanto-juvenil, o também jornalista adiantou que espera encontrar uma plateia participativa e interactiva. Octaviano Correia, que escrevia crónicas e estórias infantis para o programa Rádio Piô, da Rádio Nacional de Angola (RNA), onde teve uma experiência muito interessante, lamenta o facto de ainda existir cada vez mais dificuldades do público conseguir adquirir as suas obras com o passar do tempo.

Reconheceu, porém, que o problema não é isolado e afecta maioritariamente outros escritores angolanos da sua época. A falta de editoras para dar respostas imediatas à grande procura de livros, é para o escritor outro entrave no desenvolvimento das letras no mercado literário nacional. "Ainda nos debatemos com problemas para se colocar um livro no mercado, por falta de políticas proteccionistas”, alerta.

Muitos escritores consagrados e não só, ressaltou, acabam por olhar o mercado internacional como a solução imediata dos problemas. "O desaparecimento de algumas das principais e emblemáticas livrarias no país afectou muito na produção, divulgação e distribuição do livro, que desempenhavam a função de promotores do livro e da leitura.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Cultura