Cultura

Pintor pede incentivos às artes plásticas

O apoio e maior incentivo à descoberta de novos talentos nas artes plásticas é um passo na reafirmação deste sector e na consolidação do aprendizado de muitos jovens com potencial, defendeu, ontem, em Luanda, o pintor Leandro Marques.

07/04/2021  Última atualização 11H05
Leandro Marques fez a estreia nas artes com “Eclosão”
Para o artista, que no mo-mento tem patente até o dia 26, uma exposição na Galeria Tamar Golan, em Luanda, é fundamental existir um maior acompanhamento das carreiras artísticas dos novos talentos, de forma a garantir um melhor futuro para o sector e o adaptar para o mercado internacional.

Com a inauguração da primeira mostra individual, denominada "Eclosão”, Leandro Marques chama atenção da sociedade para a nova geração, alguns dos quais prestes a desistir da carreira, por falta de incentivos. "Ainda são poucas as instituições que apoiam iniciativas dos jovens artistas no país. A falta dessas iniciativas e de um mercado artístico dinâmico, competitivo e de oportunidades, é um dos principais motivos para o desaparecimento de muitos”, lamentou.

O responsável pela Comunicação e Marketing da Fundação Arte e Cultura, Camilo Lemos, que tem apoiado e colocado muitos novos talentos no mercado, prometeu continuar a apostar  na criatividade artística dos jovens, por acreditar que "o desenvolvimento das artes está seguramente nas mãos destes”.

"Um exemplo do empenho e disposição dos jovens em vencer nas artes é o próprio Leandro Marques, que começou a traçar o caminho pelo universo das artes plásticas em casa, sozinho, por ser autodidacta”, disse, acrescentando que há muitos talentos nacionais a surgirem no mercado, mas sem oportunidade. Natural de Luanda, Leandro Marques é membro da União Nacional dos Artistas Plásticos (UNAP) e da Brigada de Jovens Artistas Plásticos. Depois de participar em várias mostras colectivas, decidiu realizar a primeira individual, "Eclosão”, um conjunto de obras com técnicas diferenciadas. 

A Galeria Tamar Golan, da Fundação Arte e Cultura, é um projecto cultural inovador e alternativo, sem fins lucrativos, que visa promover as artes plásticas angolanas e apoiar jovens talentos emergentes nas artes plásticas. Todos os lucros da galeria são canalizados aos projectos sociais da Fundação. Criada em 2012, a Galeria Tamar Golan está situada no centro cultural da fundação, na Ilha de Luanda, junto à Escola Primária 1205.A galeria está aberta ao público de segunda a sábado, das 9h00 às 17h00.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Mundo

Opinião

Política